Últimas em "BIOGRAFIAS (Cantores/Bandas)"



Ícone do Rock n' Roll: Tina Turner, lenda da música, falece aos 83 anos


Com sua voz inesquecível e energia contagiante, ela encantou o mundo com sucessos atemporais como 'What's Love Got to Do with It', conquistou 8 prestigiosos prêmios Grammy e embalou as vidas de mais de 100 milhões de fãs com seus discos. Infelizmente, após uma longa batalha contra uma doença, Tina Turner nos deixou, partindo para a eternidade em sua residência na Suíça.


Tina Turner, a cantora americana considerada a rainha do rock n' roll, faleceu aos 83 anos nesta quarta-feira (24). A causa de sua morte não foi divulgada, porém foi informado que ela morreu após uma longa doença em sua casa na Suíça.


Conhecida por seus sucessos como "What's Love Got to Do with It", "The Best" e "We Don't Need Another Hero", Tina iniciou sua carreira solo nos anos 1980, após ter feito sucesso ao lado de seu ex-marido, Ike Turner, que faleceu em 2007 devido a uma overdose de cocaína.

Ao longo de sua carreira, Tina Turner ganhou oito prêmios Grammy e vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo.

Bernard Doherty, assessor da cantora, afirmou: "Tina Turner, a 'Rainha do Rock n' Roll', faleceu pacificamente hoje aos 83 anos após uma longa doença em sua casa em Kusnacht, perto de Zurique, na Suíça. Com ela, o mundo perde uma lenda da música e um exemplo".


Tina Turner nasceu como Anna Mae Bullock em uma família pobre nos Estados Unidos. Aos 15 anos, foi abandonada por seus pais e começou a cantar em boates para se sustentar.

Foi durante uma dessas apresentações que ela conheceu Ike Turner e sua banda, The Kings of Rhythm. Anna Mae tornou-se backing vocal e rapidamente se destacou como uma das vozes principais. Ike e a cantora decidiram formar uma dupla e, após se casarem, ela adotou o nome artístico Tina Turner. Juntos, dominaram o cenário da música soul nos anos 60 e 70.

No entanto, o casamento de Tina e Ike foi marcado por brigas e escândalos. Ike era alcoólatra, dependente de drogas e culpava Tina pelo declínio da dupla. Ele a agredia, humilhava e traía. Tina apareceu publicamente várias vezes com olhos roxos e lábios inchados. Após 18 anos de casamento, ela pediu divórcio, abrindo mão de todo o patrimônio em troca de manter o sobrenome Turner.

Após o divórcio, Tina recomeçou sua carreira do zero. Sem dinheiro, ela morou com uma amiga e abriu shows para outros artistas famosos, como os Bee Gees. Para se reinventar musicalmente, ela se voltou para o rock, influenciada por artistas como David Bowie e Rolling Stones. Tina adotou um novo estilo com roupas ousadas e cabelos loiros espetados.

Em 1984, ela lançou o álbum "Private Dancer", que incluía a música "What's Love Got to Do with It". Inicialmente, Tina não queria gravá-la, mas a canção se tornou um grande sucesso, ajudando-a a vender mais de dez milhões de cópias em todo o mundo. Foi nessa época que ela recebeu o título de "Rainha do Rock" aos 45 anos de idade. Tina impressionava o público com sua capacidade de cantar e dançar sem perder o fôlego.

Em sua carreira, Tina Turner também teve incursões no cinema, estrelando filmes como "Tommy" (1975) e "Mad Max - Além da Cúpula do Trovão" (1985), onde cantou o tema "We Don't Need Another Hero". Outra participação marcante foi na trilha sonora de "007 contra GoldenEye".

Em 2008, para comemorar os 50 anos dos prêmios Grammy, Tina fez uma apresentação histórica, cantando seus grandes sucessos e fazendo um dueto com Beyoncé.

Tina Turner deixa seu segundo marido, o executivo musical alemão Erwin Bach, com quem se casou em julho de 2013 após 27 anos juntos. Ela também deixa dois filhos adotados de Ike Turner, Ike Turner Jr. e Michael Turner. Infelizmente, seu primeiro filho, Craig Raymond Turner, faleceu em julho de 2018, e outro filho, Ronnie, faleceu em dezembro de 2022.

Deixe um comentário:

Comente com o Facebook:

Postagem Anterior Próxima Postagem


Últimas em "Estrelas Feat."



#TrendingTop Music





Últimas em "Pelas Redes"



Confira abaixo o que esta rolando nos sites MultiMidia Info: